Social Selling: O que é e como aplicar em sua prospecção de vendas?

Neste artigo você vai entender o que é Social Selling e como inserir na sua empresa, continue a leitura para entender.

Social Selling, conhecido também por venda social é bastante utilizado para a criação de relacionamentos e vendas através das redes sociais.

As redes sociais existem para marcas interagirem com todos, mas existe uma estratégia que une isso para conseguir vender também, isso é Social Selling.

A internet não é apenas para interagir, todos nós queremos seguir as marcas que gostamos, conferir as novidades disponíveis e até realizar compras.

social-selling-de-redes-sociais

Social Selling

Trata-se de prospectar os possíveis clientes e criar um relacionamento através das redes sociais com o intuito de gerar vendas.

Não é o mesmo que Social marketing onde o objetivo é gerar um contato one-to-one entre os vendedores e os possíveis clientes.

O Social Selling não utiliza o hard selling, os vendedores preferem buscar um cliente de acordo com o perfil da empresa e com a aproximação, ganham a confiança.

O Social Selling deseja que o lead evolua no funil e que você lebre a todo momento que as redes sociais te permitem ficar de olho nos concorrentes.

Por fim, as redes sociais podem sim, ser um canal de vendas e são um ótimo canal de relacionamento de marketing digital.

Social Selling é importante?

As vendas pela internet já acontecem há muito tempo, o porém é que a grande maioria nem percebe.

A única diferença atualmente no Social Selling é a velocidade, eficiência e escala.

Além da mudança nas ferramentas, também ocorreu outra mudança que foi as relações, o consumidor quer ter um relacionamento de confiança com a marca antes de realizar a compra.

Por isso, atualmente as vendas são o resultado de uma relação de confiança que foi construída com o tempo.

Nas redes sociais existem pessoas com problemas que estão procurando as soluções para resolver e nesse momento, entra o Social Selling que faz com que o vendedor entre em contato com o possível cliente.

Quando o vendedor entra em contato e oferece as soluções, fica mais fácil fechar a venda.

Benefícios do Social Selling

Relacionamento com o consumidor:

O primeiro benefício é o vendedor ter um bom relacionamento com o consumidor, afinal é uma confiança que é gerada pelo tempo de contato entre ambos.

De acordo com uma pesquisa, 85% dos consumidores compram com pessoas que já seguem e tem confiança.

Novas oportunidades:

Mesmo você conseguindo uma boa prospecção de clientes, certas oportunidades vão ser em vão.

A prospecção passiva é uma boa aposta, pode ser utilizada pelos vendedores quando estão tirando dúvidas e podem resolver com seus conteúdos ou produtos.

Diminuir o ciclo de vendas:

Quando se tem um bom relacionamento com o consumidor, aquele processo de ficar provando que o seu produto é eficiente não precisará ser feito.

Quando o vendedor conhece o consumidor e já tem um relacionamento, já tem certeza que a venda será certa.

Para empresas B2B o Social Selling diminui a pesquisa de contatos em 39% e diminui o ciclo de vendas em 14%, tornando perfeito para a empresa.

Custo de aquisição:

Por reduzir o ciclo de vendas, o valor para fechar um negócio diminui também, com isso, a empresa não é obrigada a investir tanto em abordagens diferentes e foca o tempo em outras tarefas mais importantes.

Fora que o Social Selling utiliza ferramentas orgânicas, como a produção de conteúdo e o contato direto por mensagem. 

Por fim, o custo de aquisição de cliente (CAC) é bem reduzido e essa métrica é importante para verificar a eficiência dessa estratégia.

Entenda melhor sobre as etapas de negociação de uma empresa.

Retenção:

Consumidores com mais confiança na marca, tendem a ter uma retenção mais longa por gostar e confiar.

Sabem o valor da empresa e a eficiência, por isso é bom para fidelizar mais clientes.

Social Selling em B2B

Os vendedores B2B também podem usufruir do Social Selling, por isso vamos te dar algumas dicas, de como fazer isso:

Presença online dos vendedores:

O time de vendas é o que representa no Social Selling, mas é necessário você humanizar as suas abordagens de venda porque é extremamente importante ter os vendedores a frente nas abordagens online.

Por isso, contamos muito com o alinhamento da linguagem online com os conteúdos do perfil.

Para não ter erro, faça treinamentos com os vendedores, mostre a importância de ter a sua presença online para a sua marca.

Vendas e marketing:

Essa junção é o nosso querido Vendarketing, no Social Selling é muito importante ter o Verdaketing presente para ajudar os vendedores:

  • Compreenda o marketing e a sua linguagem para ter um bom alinhamento.
  • Observe os leads que passaram pelo funil de marketing para definir abordagens mais precisas.
  • Compreenda todas as dúvidas dos leads para produzir conteúdos que solucionem seus problemas.

Vendedores como especialistas:

Os vendedores precisam construir a própria imagem no mercado, não necessariamente como vendedor, dessa forma, os consumidores vão confiar e conseguir indicar o trabalho dos mesmos.

Para começar crie um perfil no LinkedIn, com boa descrição, boa foto de perfil e um perfil extremamente profissional.

Conteúdos relevantes:

O marketing de conteúdo e o Social Selling podem se unir e agregar bastante. Os vendedores devem apostar em produzir conteúdos, caso não tenham experiência podem direcionar a atividade a especialistas.

Saiba que 80% do conteúdo precisa ser sobre o que você sabe, com isso terá mais autoridade e oferecerá informações relevantes.

E por fim, só 20% do conteúdo precisa ser sobre o que você vende, com isso, vai mostrar que você está realmente interessado em oferecer soluções para ajudar as pessoas.

Métricas do Social Selling

Essa etapa pode ser um pouco mais complexa. Para acompanhar os resultados, é necessário definir os indicadores de sucesso das vendas, esses indicadores são:

  1. CAC
  2. Taxa de retenção de clientes
  3. LTV
  4. Número das vendas realizadas nas redes sociais.

Conheça o artigo sobre Métricas de SEO, e entenda melhor sobre métricas, KPI’s e como montar uma estratégia de sucesso para o seu negócio!

Social Selling no LinkedIn

O LinkedIn é conhecido como a rede social dos negócios, por isso, é essencial que você tenha um perfil por lá e se possível realizar suas vendas também.

Otimização:

Tenha em mente que otimizar o seu perfil é extremamente importante, porque é o seu cartão de visitas, quem visualizar seu perfil e não estiver otimizado da forma correta, não vai nem começar uma conversa com você.

Apenas falar que você é profissional não basta, você precisa provar, isso é o que mais vai ganhar ponto, seu perfil.

Rede de contatos:

Nessa rede social não é adequado se referir como amigo e sim como contato, procure pessoas que vão ser relevantes para o seu negócio, nada de manter na sua rede, pessoas que são amigos e não agregam no seu negócio.

Evite aceitar pessoas só por amizade, o LinkedIn valoriza quando você é bastante seletivo.

Conteúdo relevante:

Os conteúdos nessa rede social são considerados se o seu conteúdo for útil, tirar as dúvidas frequentes e atender as necessidades, nesse caso, você poderá fazer sucesso.

Evite postar conteúdos que só mencionem você e sua empresa, se fizer da forma correta, você conseguirá novos contatos.

KPIs e métricas:

Medir é importante para qualquer estratégia, ainda mais para saber se você alcançou os seus objetivos.

Por isso, defina as melhores métricas e observe o engajamento das publicações.

Venda social pelo twitter

Sim, é possível realizar vendas pelo Twitter, na verdade, é uma rede social perfeita para essa estratégia.

Otimize:

Sua Bio que é muito importante para deixar seu perfil profissional, então otimize sua foto de perfil e a Bio.

Faça uma descrição breve, utilizando hashtags, mas não exagere e utilize suas palavras-chave.

Se você tem algum blog, coloque o link na bio ou o seu perfil do LinkedIn para engajar.

Seguidores e Seguindo:

Nessa etapa, siga pessoas que você admira, mas cuidado porque quem você segue, diz muito sobre você.

O Twitter tem essa vantagem, você pode seguir as pessoas sem reciprocidade e não tem problema nisso.

Tweets:

Para ter uma boa presença, faça alguns tweets diários, 4 é uma boa quantidade e no final de semana, diminua para apenas 2.

Quando realizar os tweets utilize algumas hashtags, mencione perfis que você tenha interesse e interaja bastante com as pessoas.

Medir:

O Twitter tem uma parte que disponibiliza os resultados para você analisar, revise todo final de mês e veja o que precisa melhorar na sua estratégia.

Use e abuse dessa parte de Analytics do Twitter, facilitará na compreensão.

Conteúdo:

Lembre-se de realizar a criação de conteúdos nessa rede social também, não esqueça de sempre lembrar que o artigo precisa ser útil e ajudar os seus contatos.

Faça bom uso do marketing de conteúdo, não produza apenas conteúdos relacionados a você e a empresa, lembre da relevância.

Conclusão

No artigo de hoje você aprendeu sobre o Social Selling, como aplicar na sua empresa e nas suas redes sociais.

Confira todos os nossos insights em nosso blog. Clique aqui.

Se ficou alguma dúvida, deixe nos comentários teremos prazer em ajudar.

Até o próximo artigo!

Compartilhe:

Deixe um comentário

Lista de Empresas por segmento Pesquisa de Empresas por CNAE Como fazer email marketing HTML? O que significa Ecommerce?