Como se tornar um Vice Presidente de Vendas? [7 dicas para se tornar um VP de vendas]

Ser um Vice Presidente de Vendas (VP de Vendas) é um processo longo, árduo e concorrido, mas também é extremamente gratificante para quem conquista essa posição no setor comercial.

Para conseguir atingir esse patamar, é impossível pensar que será possível construir a carreira de forma rápida e apressada, pois esta é uma função de alto nível dentro de uma corporação, sendo muitas vezes requisitado para tomar grandes decisões junto com o CEO ou o Diretor.

Uma empresa existe para dar lucro, certo?! Mas, para isso acontecer, é necessário contratações de alto nível, de pessoas que possuem qualidades e capacidades quase que exclusivas. Para isso, um alto padrão de qualidade deve ser observado na busca desses profissionais.

Se os colaboradores que exercem funções de menor responsabilidade, como assistentes nos setores de vendas e marketing, por exemplo, devem ser escolhidos por critérios, quanto mais o VP de vendas! Muitos empresários afirmam categoricamente o quanto os seus negócios cresceram após a contratação de um profissional experiente para atuar nessa área.

É preciso lembrar que, hoje, o ambiente do mercado é extremamente competitivo, de forma que as empresas que desejam destaque investem pesado em talento. Um VP de vendas adequado deve vir com muita experiência, além de características em sua personalidade que possibilitam liderança, trabalho em equipe e organização.

Confira a seguir o que é VP de vendas e o que faz no contexto dos processos empresariais. Veja também quais características esse tipo de funcionário precisa apresentar a fim de trazer ganhos crescentes para a empresa.

Confira os tópicos ou navegue através dos links diretos:

    O que faz o Vice Presidente de Vendas?

    O VP de vendas é o segundo em comando após o CEO ou o presidente da empresa. O VP pode ser responsável por uma área específica da empresa, como vendas, marketing ou operações, ou pode ser um “braço-direito” do CEO, ajudando-o com todas as decisões estratégicas e operacionais.

    A sigla é fácil de lembrar, e o cargo é de peso. VP, em outras palavras, Vice Presidente de Vendas tem como profissão se responsabilizar por toda a estrutura de vendas de uma empresa. Isso passa pelos vendedores, gerentes, sales reps, entre outros.

    É impossível definir com apenas uma função o que faz um diretor de vendas, pois é o tipo de cargo que abriga muitas tarefas diárias e, primeiro, de maneira a supervisionar o andamento de cada uma.

    O VP de vendas acompanha toda a estrutura comercial de uma empresa, desde a análise de dados para criar estratégias de vendas, até a execução e monitoramento de cada uma.

    Quais as principais características de um VP de vendas?

    Fica aparente o quanto o VP de vendas é precioso para que uma empresa venda mais, com menos custos, de forma previsível, organizada e confiável para os parceiros e clientes. É necessário contratar uma pessoa que tenha um perfil específico para desempenhar tal função. Obviamente, cada empresa possui suas particularidades e o background do diretor de vendas conta muito para indicar se ele é ideal.

    Quais características decorrem do VP de vendas
    Fonte/Reprodução: original.

    Leia também: 11 cargos e funções do setor comercial para a sua empresa vender mais

    No entanto, alguns traços de personalidade podem ser observados na busca de um Vice Presidente de Vendas que realmente atenda às necessidades da empresa.

    Os mais adaptáveis são mais propensos a conduzir boas negociações e a lidar melhor com as pessoas, sejam os parceiros, os superiores ou os colaboradores de seu setor.

    Além da flexibilidade de temperamento e da experiência, é necessário contratar um VP de vendas que saiba integrar o trabalho e ter uma visão sistemática dos processos. Isso significa uma pessoa acostumada a examinar as partes, mas sabe colocá-las no todo, de forma a tomar boas decisões. Por fim, deve ser uma pessoa que demonstre comprometimento de longo prazo com a empresa.

    Confira a seguir as principais características esperadas de um Vice Presidente de Vendas:

    1. Experiência;
    2. Estrategista;
    3. Líder;
    4. Analítico;
    5. Orador;
    6. Persuasão;
    7. Inteligência de mercado;
    8. Empatia;
    9. Organização;
    10. Técnica;

    Seja em períodos curtos, como os trimestres, ou períodos longos, como um ano, o VP de vendas nunca deixa de criar estratégias. O ciclo de uma empresa sempre tem que passar pela fase do planejamento e o setor de vendas logicamente não escapa a isso.

    Na prática, o VP determina todos os seus movimentos e dos colaboradores, no decorrer do período determinado. Além de estabelecer as ações e o tempo, ele deve fixar metas específicas, para que assim possa examinar o desempenho das vendas ao fim do período.

    Um bom diretor de vendas consegue fazer projeções de bons resultados em determinado tempo. Isso indica que é estrategista.

    Engajamento e comunicação do time de vendas

    Claro que o processo empresarial necessita de execução das estratégias, e nesse ponto, a colaboração humana é essencial. O que um excelente VP de vendas faz neste caso é engajar toda a sua equipe, por isso o perfil de personalidade é importante. Ele deve ser uma pessoa comunicativa, mas que emana autoridade simultaneamente.

    Não adianta criar uma estratégia perfeita se o VP é incapaz de comunicá-la em sua totalidade ao time de vendas. Um adendo aqui é atenção a como ele traça a estratégia em si, pois o trabalho do diretor deve ser complexo para ele saber simplificar o processo aos funcionários. Assim, as possibilidades de sucesso na execução aumentam.

    Monitoramento de indicadores

    O perfil atencioso também é vital para que o VP de vendas conduza seu trabalho. Os KPIs de vendas relacionados ao processo comercial de uma empresa devem ser cuidadosamente monitorados.

    Pode ser o ROI, o CAC, o LTV, entre outros. O importante é que o diretor de vendas seja capaz de monitorar, registrar e analisar os dados, a fim de descobrir deficiências, implantar melhorias e criar novas estratégias para direcionar o crescimento da empresa.

    Desenvolvimento de líderes e gestores

    Em grandes empresas, os colaboradores que não exercem cargos de responsabilidade são liderados por gestores e líderes. São com essas pessoas que o VP de vendas costuma trabalhar diretamente.

    É preciso encontrar o equilíbrio perfeito entre colaboração e comando, para que haja espírito de equipe simultaneamente ao cumprimento de ordens.
    Recrutamento e avaliação de performance

    Em geral, o recrutamento de novos colaboradores, bem como a avaliação de suas performances, recai sobre os líderes e gestores. Mas, o diretor de vendas também pode exercer essas funções, desde que não o sobrecarregue nas outras.

    Como posso me tornar um Vice Presidente de Vendas?

    Para se tornar um Vice Presidente de Vendas, é necessário antes se tornar um gerente de vendas bem-sucedido. Para isso, os requisitos para se tornar um gerente de vendas variam de acordo com cada empresa, mas, no geral, é necessário ter pelo menos três anos de experiência em vendas e pelo menos dois anos de experiência em gerenciamento de vendas.

    Uma vez que o candidato se torna um gerente de vendas bem-sucedido, a promoção para Vice Presidente de Vendas é uma possibilidade que pode surgir durante a reestruturação de uma empresa.

    Assim, sendo um gerente de vendas renomado, você tem a possibilidade de ser promovido dentro da corporação ou receber uma proposta de uma outra empresa.

    Veja 7 dicas para ganhar destaque no setor comercial e se tornar um gerente de vendas renomado:

    1. Aumente suas vendas atuais em pelo menos 10% recorrentemente;
    2. Consiga novos clientes constantemente para aumentar a base de negócios;
    3. Aumente o lucro por venda;
    4. Encante os clientes com o atendimento para que eles voltem regularmente;
    5. Motive sua equipe de vendas para que eles atinjam metas difíceis;
    6. Ofereça incentivos à equipe de venda para alcançar metas mais altas;
    7. Analise os relatórios de vendas para identificar áreas de melhoria;

    Seguindo essas dicas você poderá ter um norte de onde tem que chegar para ter sucesso na área de vendas!

    Uma grande empresa geralmente terá processos de promoção bem definidos e, para ser promovido de gerente para vice-presidente de vendas, você provavelmente terá que seguir um longo plano de carreira para demonstrar liderança na coordenação e execução de campanhas de sucesso.

    Qual a diferença entre um Vice Presidente de Vendas e um Diretor?

    O vice-presidente de vendas é um título de cargo executivo que pode ser ocupado por um gerente de vendas e/ou outros profissionais de Customer Sucess em uma organização.

    Ele reporta-se diretamente ao presidente ou diretor-geral da empresa e é responsável pelos resultados das vendas de sua organização. O vice-presidente de vendas pode supervisionar uma equipe de vendedores, bem como outros profissionais de suporte de vendas, para ajudar a atingir as metas de vendas da organização. O cargo de vice-presidente de vendas exige grande nível de experiência no setor comercial de grandes empresas.

    Já o diretor de vendas é um cargo de título executivo executivo de uma organização que é responsável diretamente pelos resultados de vendas da organização. Assim, o diretor de vendas pode elaborar processos comerciais complexos que serão utilizados por toda a equipe de vendas. Para isso, o cargo de diretor de vendas exige, também, muitos anos de experiência em vendas e/ou gerenciamento de vendas.

    Quando uma empresa precisa contratar o VP de vendas?

    Via de regra, só empresas maiores, de negócios solidificados estão aptas para a contratação de um Vice Presidente de Vendas. De fato, a necessidade por um surge quando alguns critérios são preenchidos e, após a contratação, normalmente a relação entre o VP de vendas e a empresa é duradoura.

    O primeiro é ter um market fit, isto é, um lugar certo no mercado para seu produto. Isso se traduz em um público e clientes que buscam pela que a empresa vende com frequência. Além disso, é necessário que todo o setor de marketing esteja alinhado, com material pronto, estudos de caso, avaliações, leads, amostras de produto, etc. Tudo isso é necessário para que o VP de vendas realize seu trabalho.

    Quando uma empresa precisa contratar o VP de vendas
    Fonte/Reprodução: original.

    Leia também: Como construir a meta de vendas do setor comercial? [Conheça 5 tipos para implementar na equipe]

    É preciso ter pelo menos dois sales reps que já tenham o hábito de vender os produtos da empresa, de forma que eles possam adequar o novo diretor de vendas ao processo. Por fim, é necessário que a empresa tenha um caixa bem seguro para uma contratação desse calibre.

    Uma vez que um VP entra na rotina do processo comercial, as vendas aumentam rapidamente e será preciso dinheiro em caixa para novas contratações e o suporte do crescimento da empresa em si.

    O que procurar num VP de vendas?

    Um VP de vendas competente domina três áreas do processo comercial:

    • Mensagens;
    • Análise;
    • Comprometimento.

    A mensagem diz respeito a saber exatamente como vender o produto. Ele conhece produto, mercado e cliente, e tem na ponta da língua todos os motivos para a compra do que a empresa oferece.

    Já a Análise é característica dos grandes estrategistas. Além de ser capaz de interpretar dados complexos, deve ser capaz de criar avaliações que caibam à realidade da empresa.

    Por último, o Comprometimento. Não adianta talento se não dá para contar com isso a longo prazo. Quando uma empresa abre, a sua data de fechamento não deve existir na cabeça do dono, líderes e acionistas. Por isso, é necessário contratar um profissional que seja parte do time em nível elevado, por muito tempo. Isso garante a estabilidade das vendas e chances de crescimento.

    Qual o VP de vendas ideal para seu negócio?

    Encontrar, em uma só pessoa, todas as características de um VP de vendas de excelência é muito difícil. Porém, ter alguns critérios de avaliação e verificar quais pessoas preenchem o máximo de critérios possível pode ajudar na contratação.

    Pessoas do mesmo mercado de sua empresa, e que já tenham vendido para os seus clientes são ideias. Alguém que está acostumado a contratar ou que já tenha indicações de gestores, líderes e colaboradores também é um ótimo favor.

    Outro fator que conta muito é achar um VP de vendas que já realizou negociações no mesmo, ou pelo menos de forma aproximada, ticket médio de sua empresa. Vendas de valor alto requerem níveis de experiência diferentes.

    Até aqui, todos os critérios se fundamentam na afinidade que o VP de vendas tem com a sua empresa. Mas é preciso investigar suas habilidades, como sua forma de coaching, seu método para analisar métricas e estratégias, dentre outros.

    Por fim, é importante contratar um diretor de vendas que enxerga genuinamente o potencial de seu negócio. Alguém cuja ambição é contribuir para o crescimento da empresa e oferecer novas ideias para atingir esse gol.

    Qual o salário do VP de vendas?

    De fato, a média do mercado, que pode ser encontrada com uma simples olhada no mecanismo de busca, é de R$ 4.900,00. Porém, esse valor pode sofrer muita variação e tudo depende da empresa em que o Vice Presidente de Vendas realiza o serviço.

    Há VPs de venda cujos salários são R$ 12.000,00 e outros ganham mais de R$ 30.000,00. Sem contar os bônus, benefícios e participações de lucros que conseguem ao bater metas mensais, semestrais e anuais.

    O valor de um VP de vendas Vice Presidente de Vendas, ou VP de Vendas, está em sua capacidade de reunir características que vão ser, hoje e sempre, fazer a empresa crescer. Se você estudou bastante e aproveitou boas oportunidades de mercado ao longo da sua carreira no setor comercial, essa hora vai chegar para você ganhar o destaque merecido!

    Compartilhe:
    cnpj-biz-news

    cnpj-biz-newsletter

    Insights relevantes para auxiliar o crescimento da sua empresa:

      Deixe um comentário

      logo-cnpj-biz-blog

      © 2022 CNPJ BIZ, Todos Direitos Reservados.

      Você já conhece nossas redes sociais?!